Manual descomplicado da Mídia Programática

Por

Eduardo Sani

O que é a Mídia Programática? 

A Mídia Programática simplifica a compra e venda de espaços publicitários, automatizando o processo em questão de segundos. Isso impulsiona o reconhecimento das marcas, com foco em aumentar a conscientização e fortalecer a identidade, devido às várias estratégias disponíveis. 

Além disso, ela influencia outros canais, tornando-se relevante para produtos e serviços. Em suma, a mídia programática automatiza a compra de espaços publicitários, conectando anunciantes a espaços disponíveis de forma eficaz.

Como funciona a dinâmica de compra da Mídia Programática?

A dinâmica de compra de anúncios se desenrola na convergência das DSPs (Plataformas de Demanda) com as SSPs (Plataformas de Oferta), mediante a orquestração de um leilão em tempo real, conhecido como RTB (Real Time Bidding)

Nesse cenário, os anunciantes têm a oportunidade de submeter ofertas monetárias pelos espaços publicitários disponibilizados por diversos provedores de conteúdo. O anúncio do anunciante que apresentar a oferta mais substancial é então escolhido para ser exibido.  

Ecossistema de Mídia Programática

O que é uma Agency Trading Desk (ATD)?

Mas como comprar mídia em um ecossistema tão complexo e cheio de possibilidades da melhor maneira possível? Uma alternativa cada vez mais utilizada é a de se contratar uma trade desk ou agency trading desk. 

As Trading desks são empresas que executam as DSP e são especializadas em operar a Mídia Programática. Assim, o anunciante ou agência de publicidade passa um briefing para a agency trading desk, que monta toda a campanha, faz as otimizações e compartilha os resultados.

Por operarem, normalmente, um volume muito alto de campanhas, esse tipo de agência especializada em Mídia Programática consegue agregar a experiência de vários clientes da mesma vertical, produto ou modelo de negócios e ajudar as marcas a aproveitar o melhor que a Mídia Programática pode oferecer.

O que é uma DSP (Demand-Side Platform)?

Um DSP é uma plataforma utilizada pelos anunciantes e agências para comprar espaços de anúncios de forma programática. Ele oferece recursos para otimizar e gerenciar campanhas de publicidade em várias redes e sites. Exemplos: MediaMath, Xandr e DV360

O que é uma SSP (Supply-Side Platform)?

Uma SSP é uma plataforma utilizada por editores (sites, aplicativos) para gerenciar e otimizar a venda de seus espaços de anúncios de forma programática.

O que são os Publishers?

São os donos de sites, aplicativos ou outros canais digitais nos quais os anúncios são exibidos. Eles disponibilizam esses espaços para anunciantes por meio de plataformas de compra programática, como parte do processo automatizado de leilão em tempo real. 

Os publishers podem variar desde grandes empresas de mídia até pequenos blogs ou aplicativos, e eles oferecem oportunidades para os anunciantes atingirem públicos específicos através de anúncios exibidos em suas propriedades digitais.

O que é uma DMP (Data Management Platform)?

Uma DMP, ou Data Management Platform, é uma plataforma de gerenciamento de dados que coleta, organiza e ativa dados de público-alvo primários, secundários e de terceiros de várias fontes móveis, online e offline. 

Ela permite que as empresas entendam melhor seus clientes e criem campanhas de marketing mais eficazes.

Em resumo, as DMPs são uma ferramenta essencial para as empresas que desejam obter o máximo de seus dados. Elas podem ajudar as empresas a entender melhor seus clientes, criar campanhas de marketing mais eficazes e aumentar as vendas.

O que é uma CDP (Customer Data Platform)?

Uma CDP, ou Customer Data Platform, é uma plataforma de dados de clientes que coleta, organiza e ativa dados de clientes de várias fontes, incluindo dados primários, secundários e de terceiros. 

Ela permite que as empresas tenham uma visão única e completa de seus clientes, o que pode ser usado para melhorar a experiência do cliente, aumentar as vendas e reduzir custos.

Quais as formas de compra de Mídia Programática?

A compra de Mídia Programática oferece uma variedade de opções para os anunciantes atingirem seus objetivos de marketing de maneira eficaz e orientada por dados. Entre as diferentes formas de compra disponíveis, algumas das mais comuns são: CPM, CPV  e CPC. 

Cada uma delas apresenta abordagens distintas para medir e pagar pela exposição e interação dos anúncios. Vamos explorar brevemente cada uma delas:

CPC: Custo por Clique

Indicador que calcula o custo médio para cada clique em um anúncio. Ele está diretamente relacionado ao orçamento da campanha e à eficiência dos gastos. 

Acompanhar o CPC ajuda os profissionais de mídia a otimizar os lances e a alocação de recursos para maximizar o retorno sobre o investimento.

CPM: Custo por Mil Impressões

Mensura o custo médio para mil impressões do anúncio. Embora não leve em consideração o número de cliques ou conversões, o CPM é relevante para avaliar o custo da exposição do anúncio ao público-alvo. 

Ele é especialmente utilizado em campanhas de conscientização de marca.

CPV: Custo por View

É quanto um anunciante paga por cada vez que alguém assiste a um anúncio em vídeo. O CPV ajuda a medir o custo de alcançar espectadores que assistiram ao anúncio completo.

CPD: Custo por disparo.

É quando a campanha demanda disparo de e-mail, SMS ou mesmo WhatsApp Marketing – neste modelo a marca é cobrada por cada comunicação enviada.

Quais os formatos disponíveis na Mídia programática?

A Mídia Programática abrange uma gama diversificada de formatos que possibilitam aos anunciantes alcançar audiências de maneira altamente segmentada e automatizada, muito além do marketing de performance

Cada formato oferece uma abordagem única para se conectar com o público-alvo. Vamos explorar brevemente alguns dos formatos mais comuns:  

Display:

A mídia display são anúncios visuais que podem incluir imagens, texto e elementos gráficos. Esse formato permite que os anunciantes capturem a atenção visual dos usuários em vários tamanhos e designs de banners.

mídia display

Vídeos:

Impacte usuários logados para contar a história da sua marca e gerar resultados com vídeo, som e interação em um ambiente de alta qualidade.

vídeo para mídia programática

Native Ads:

Os anúncios nativos são projetados para se misturarem ao conteúdo ao redor, tornando-se mais relevantes e menos intrusivos para os usuários. Eles se encaixam esteticamente com o ambiente em que são exibidos. 

native ads

DOOH:

Do Offline ao Online, converse e surpreenda seu público-alvo dentro e fora de casa. Utilize o DOOH para contar uma história, aumentar suas visitas físicas ou engajar seu público com diferentes linhas criativas em lugares como:

•Pontos de ônibus;

•Supermercados;

•Aeroportos;

•Shopping centers;

•Casas lotéricas;

•Academias;

•Laboratórios;

•Clínicas;

•Terminais rodoviários, pontos de ônibus e metrô;

•Grandes avenidas;

•Prédios residenciais e comerciais.

digital out of home (DOOH)

Alto impacto:

Anúncios de alto impacto são projetados para chamar muito a atenção. Eles usam elementos visuais e interativos para criar impressões duradouras e emocionais nos espectadores.

anúncios de alto impacto

Youtube Ads:

Atraía e engaje mais clientes com anúncios no Youtube. Crie campanhas de vídeo atraentes, divertidas e interessantes e apareça no maior buscador de conteúdo do mundo.

youtube ads

Mobile Ads: 

Impacte seu target através de anúncios em dispositivos mobile, android ou IOS e aproveite os micros momentos para anunciar sua mensagem.

Os momentos de lazer também são ótimas oportunidades para apresentar um novo produto ou serviço e com os formatos In Game conseguimos impactar o público de maneira orgânica e não intrusa e garantir engajamento de verdade no momento que ele estiver mais concentrado na tela do celular ou tablet.

mobile ads

Spotify 

No Spotify, impacte usuários logados com anúncios em vídeo, áudio e interativos para contar a história da sua marca. Alcance resultados em um ambiente premium, onde os usuários estão envolvidos, proporcionando uma experiência de alta qualidade.

Netflix:

A Netflix é uma das novidades do momento para campanhas publicitárias em TV conectada, oferecendo uma série de diferenciais e segmentações para alcançar o público de forma estratégica. Confira as possibilidades de estratégias dentro da Netflix:

•Anúncios Rotativos Pré e Mid Roll.

•Segmentação por Gênero.

•Anúncios nos Top 10.

•Compra da Primeira Impressão do dia.

•Geolocalização por região.

•Segmentação por Gênero e Idade.

•Vídeos de 30″ e 15″.

Globoplay:

Globoplay, a plataforma digital da Globo, oferece uma gama variada de conteúdo, desde séries exclusivas até transmissões ao vivo da TV Globo. Com a intenção de proporcionar uma experiência única para as marcas, a plataforma disponibiliza formatos criativos na publicidade programática:

Dynamic AD Insertion: Segmentação de anúncios durante a programação ao vivo, com a capacidade de atingir diferentes públicos simultaneamente, usando dados de visitas digitais, recurso essencial aliado à inteligência artificial.

Pause ADS: Anúncios estáticos exibidos quando o conteúdo é pausado, respeitando o timing do espectador. Modelos rotativos e segmentados oferecem opções diversificadas.

Shoppable: Ofertas em tempo real durante o uso do Globoplay, permitindo a interação direta com o conteúdo e conduzindo o consumidor até a compra.

Esses formatos inovadores possibilitam que as marcas se conectem de maneira envolvente com o público, elevando a experiência de Mídia Programática.


Quais são as principais Estratégias na Mídia Programática?

First-party

Os dados first-party (primários) são aqueles coletados pela própria empresa ou marca a partir de sistemas utilizados, ou seja:

•Dados de comportamentos, ações ou interesses demonstrados em sites ou aplicativos próprios;

•Dados de CRM;

•Dados de inscrição;

•Histórico de compras de um e-commerce.

Remarketing: 

Essa estratégia envolve exibir anúncios para usuários que já interagiram com seu site, produtos ou conteúdo. 

Third Party:

São fornecidos por provedores de dados que reúnem dados de fontes variadas online ou offline. Essas informações podem ajudar a entender melhor os hábitos de consumo do público-alvo, o que facilita o entendimento da jornada de compra do consumidor.

Wishlist:

Essa estratégia determina a preferência por aparecer em sites selecionados, podendo ser

complementada por sugestões do cliente. Por exemplo, em sites relacionados a finanças.

Dessa maneira, o público é impactado em canais que sejam de relevância para o target, segmentando pelos assuntos relacionados a campanha.

Contextual: 

Impacta o público que estiver consumindo conteúdos com contextos relacionados às palavras chave do nosso interesse.

Buscamos presença digital em momentos em que o target estiver efetivamente lidando com temas que estejam relacionados à campanha.

Custom Affinity

Ação de segmentação que combina diferentes fontes e estratégias diferentes, criando uma configuração única 100% customizada para impactar o público com máxima assertividade.

Descubra como funciona o funil na Mídia Programática!

funil na Mídia Programática!

Awareness – alcance/reconhecimento de marca: 

É preciso ser memorável para conseguir conquistar o espaço de atenção do público, que já é tão disputado em meio a tantas informações.

Na prática, quanto maior o reconhecimento da sua marca, mais o público fica familiarizado com seu logotipo, suas mensagens e com os seus produtos.

Esse é um termo abrangente, mas ajuda a saber como ou se as pessoas estão cientes e informadas sobre o que sua marca tem a oferecer. 

Isso também representa a notoriedade da marca, ou seja: como o público percebe sua identidade perante as demais concorrentes e o mercado como um todo.

Os indicadores de performance nessa etapa são: CPM (custo por mil) e CPD (custo por disparo).

Os principais formatos para atingir esse objetivo são: Display, Push Notification, WhatsApp MKT, DOOH, Netflix e Globoplay.

Views – Visualização de vídeo

Essa é uma estratégia que visa aumentar o número de visualizações e, ao mesmo tempo, gerar conhecimento da marca por meio de uma narrativa envolvente ou storytelling. 

Essa etapa está focada principalmente em alcançar um público amplo e introduzi-lo à marca de uma maneira memorável. Os indicadores de performance nessa etapa são: CPM (custo por mil) e CPV (custo por visualização)


Os principais formatos para atingir esse objetivo são: Youtube, Video Programático, Spotify, Mobile Ads e Alto Impacto.

Tráfego

A estratégia de tráfego tem como seu principal objetivo atrair um maior número de usuários qualificados para o link de destino de uma campanha. 

Essa estratégia é especialmente importante quando se busca aumentar a visibilidade de um site, promover um produto ou serviço, ou simplesmente ampliar a presença online de uma marca. 

Os indicadores de performance nessa etapa são: CPM (custo por mil) e CPC (custo por clique). Já os principais formatos para atingir esse objetivo são: Native, Digital Reef e UOL.

Conversão – Afiliads 

O objetivo da conversão com o AFILIADS é eficaz e permite às empresas promover seus produtos ou serviços por meio de parceiros afiliados e pagar apenas pelos resultados tangíveis alcançados. 

Isso ajuda a mitigar riscos financeiros e a direcionar os recursos para onde eles são mais eficazes, ao mesmo tempo em que fortalece a marca e impulsiona o crescimento dos negócios.

Pague apenas por performance: Isso significa que os anunciantes só pagam aos afiliados quando os resultados desejados são alcançados. Isso pode incluir a conversão de visitantes em clientes, cliques em anúncios, vendas realizadas ou cadastros concluídos. 

Como garantir a segurança da minha marca com a Mídia Programática? 

Entendemos que a segurança da marca é um componente crítico para o sucesso a longo prazo nos negócios, e é por isso que fazemos do brand safety uma prioridade máxima. Entenda mais como funciona:

brand safety

Mensurando os resultados da minha campanha de Mídia Programática:

Com a ADSPLAY o acompanhamento e entendimento dos resultados é uma prioridade, por isso temos 4 principais etapas nesse processo:

dados em mídia programática

Quer saber como funciona o nosso dashboard? Acesse para obter uma demonstração completa do nosso painel de gestão.

Enfim,  o nosso compromisso com a transparência, análises aprofundadas, atendimento personalizado e alinhamento constante com nossos clientes é o que nos diferencia na entrega de resultados eficazes em suas campanhas de Mídia Programática.

Faça uma campanha de Mídia Programática!

Fale com nossos especialistas, que iremos fornecer um planejamento completo de acordo com seus objetivos e público-alvo.

Estamos dedicados a fornecer um serviço completo que vai além dos números, garantindo que sua marca alcance o objetivo desejado.

Ficou na dúvida sobre os resultados e performance da Mídia Programática? Confira os nossos cases

Compartilhe essa postagem!

categorias

Brand safety

Campanha publicitária

Cursos online

Dia das mães

Dia dos pais 2021

Digitalks

LGPD

Marketing de dados

Marketing digital

Marketing em áudio

Inscreva-se para receber os nossos materiais e ficar por dentro das principais notícias do nosso setor.

    O QUE PODEMOS FAZER PELA SUA MARCA HOJE?

    Fale conosco