First, Second e Third Party Data: o que são e como usar

Por

Maria Fernanda

Em tempos em que a coleta e análise de dados são essenciais para o sucesso de estratégias de marketing e, principalmente nas campanhas de mídia programática, é importante entender o conceito de Party Data.

Essa terminologia é amplamente utilizada no mundo do marketing digital e refere-se aos diferentes tipos de dados disponíveis para as empresas. Esses dados desempenham um papel crucial na personalização de campanhas, no entendimento do comportamento do público e na tomada de decisões estratégicas. 

Party Data representa informações que podem ser coletadas e utilizadas por diferentes entidades, como empresas, organizações ou indivíduos, de várias maneiras. 

Existem três tipos principais de Party Data: First, Second e Third Party Data. Vamos explorar cada um deles para entender suas diferenças e como podem ser aproveitados para impulsionar as campanhas de mídia programática.

O que é First, Second e Third Party Data?

O First Party Data é o tipo de dado mais valioso e acessível para qualquer empresa. Ele se refere às informações coletadas diretamente pela própria empresa por meio de suas interações com o público-alvo. 

Esses dados são provenientes de fontes internas, como site, aplicativos, redes sociais, formulários de cadastro, registros de compras, entre outros. 

A coleta de First Party Data é baseada no consentimento explícito dos usuários e está sujeita às regulamentações de privacidade de dados. 

As empresas podem utilizar essas informações para entender melhor quem são seus clientes, como eles se comportam, seus interesses, preferências e necessidades. 

Dessa forma, podem criar campanhas altamente segmentadas, personalizadas e direcionadas, o que é fundamental para melhorar a experiência do usuário e aumentar as taxas de conversão.

O Second Party Data é um tipo de dado que está ganhando mais destaque no mercado atualmente. 

Ele consiste em dados coletados por outra empresa, mas que são compartilhados diretamente com a sua empresa, geralmente por meio de acordos e parcerias estratégicas. Ou seja, é o First Party Data de outra empresa. 

A utilização do Second Party Data pode ser extremamente vantajosa, pois fornece acesso a informações de um público-alvo relevante e relacionado ao seu negócio, permitindo que você amplie sua compreensão sobre diferentes segmentos de mercado. 

Esse tipo de dado enriquece a visão que você tem dos seus próprios clientes e possibilita que você desenvolva campanhas ainda mais direcionadas e eficazes.

Por fim, temos o Third Party Data, que é um tipo de dado obtido de fontes externas à sua empresa. Essas fontes podem ser provedores de dados especializados, agências de marketing, redes de anúncios e outras organizações que coletam informações de várias fontes. 

O Third Party Data é um conjunto vasto de dados e não está limitado a uma única empresa, o que o torna muito útil para obter insights sobre o mercado como um todo e para encontrar novas oportunidades de segmentação. 

No entanto, é importante ressaltar que o Third Party Data nem sempre é totalmente preciso ou atualizado, e, por isso, é essencial avaliar cuidadosamente a qualidade e a relevância desses dados antes de utilizá-los em suas campanhas.

Quais as diferenças?

Agora que compreendemos os três tipos de Party Data, vamos destacar suas principais diferenças:

Origem dos Dados:

First Party Data: É coletado diretamente pela empresa a partir das interações com seus próprios canais e propriedades digitais.

Second Party Data: É o First Party Data de outra empresa, compartilhado com a sua empresa por meio de acordos específicos.

Third Party Data: É adquirido de fontes externas à sua empresa, normalmente por meio de fornecedores ou parceiros especializados em coletar e vender dados.

Controle e Propriedade:

First Party Data: A empresa tem total controle e propriedade sobre os dados coletados, o que oferece maior segurança e conformidade com as regulamentações de privacidade.

Second Party Data: Embora não seja de propriedade direta, a empresa que recebe os dados geralmente estabelece acordos e termos de uso que garantem a confidencialidade e exclusividade na utilização dessas informações.

Third Party Data: A empresa não possui controle sobre a coleta ou atualização desses dados, o que pode resultar em informações menos precisas e relevantes.

Qualidade dos Dados:

First Party Data: É considerado o mais confiável e preciso, pois é coletado de forma direta e consentida a partir das interações reais dos clientes com a empresa.

Second Party Data: A qualidade desses dados pode variar, mas tende a ser mais confiável do que o Third Party Data, uma vez que é proveniente de uma fonte conhecida e confiável.

Third Party Data: A qualidade desses dados pode ser incerta, pois não há garantia de que sejam atualizados ou provenientes de fontes confiáveis.

Personalização e Segmentação:

First Party Data: Permite a criação de campanhas altamente personalizadas e direcionadas, pois reflete o comportamento e as preferências específicas dos seus próprios clientes.

Second Party Data: Também possibilita a segmentação mais precisa, pois reflete o comportamento e as preferências do público de outra empresa, que pode estar relacionado ao seu nicho de mercado.

Third Party Data: Embora possa fornecer insights valiosos sobre diferentes segmentos de mercado, a personalização pode ser mais limitada, pois não reflete especificamente o comportamento dos seus próprios clientes.

Quais as Vantagens de Gerar os Seus Próprios Dados?

Gerar e coletar seus próprios dados também possui inúmeras vantagens que devem ser consideradas:

Propriedade dos Dados

Ao coletar seus próprios dados, você possui total propriedade e controle sobre eles, garantindo a segurança e conformidade na utilização dessas informações.

Foco no seu Público-Alvo:

Ao coletar dados diretamente de seus clientes, você obtém informações precisas e relevantes sobre o público-alvo específico que se relaciona diretamente com seus produtos ou serviços.

Maior Personalização

Com dados próprios, você pode personalizar suas estratégias de SEO com base em interações reais dos clientes, oferecendo uma experiência mais satisfatória e engajadora.

Construção de Relacionamentos

A coleta de dados próprios possibilita um maior entendimento dos clientes, permitindo que você construa relacionamentos mais sólidos e duradouros com eles.

Tomada de Decisões Estratégicas:

Informações de First Party Data ajudam a embasar decisões estratégicas, identificar oportunidades de mercado e aprimorar a eficácia das campanhas de marketing.

Ao combinar as vantagens de cada tipo de Party Data (First, Second e Third), as empresas podem otimizar suas estratégias, atingindo o público-alvo certo, personalizando campanhas e tomando decisões estratégicas baseadas em insights sólidos. 

É importante lembrar que o uso de dados deve sempre estar em conformidade com as regulamentações de privacidade e proteção de dados, garantindo a confiança e respeito dos clientes e usuários. 

Com uma abordagem equilibrada e bem planejada, a utilização de First, Second e Third Party Data pode ser uma poderosa aliada para o sucesso das estratégias de marketing.

Compartilhe essa postagem!

categorias

Brand safety

Campanha publicitária

Cursos online

Dia das mães

Dia dos pais 2021

Digitalks

LGPD

Marketing de dados

Marketing digital

Marketing em áudio

Inscreva-se para receber os nossos materiais e ficar por dentro das principais notícias do nosso setor.

    O QUE PODEMOS FAZER PELA SUA MARCA HOJE?

    Fale conosco