Adsplay Mídia Programática no Digitalks 2020

O Digitalks é a principal empresa brasileira que leva conhecimento e oportunidades de negócios por meio de eventos, congressos, fóruns e mais de 50 atividades anuais, preparando pessoas e transformando empresas para a nova economia digital. Desde 2009, o Digitalks realiza eventos em todo o Brasil, dissemina conteúdo em diversos canais de comunicação – incluindo portal de […]

Por Renata Rodrigues

2 de dezembro de 2020

Adsplay Mídia Programática no Digitalks 2020

Digitalks é a principal empresa brasileira que leva conhecimento e oportunidades de negócios por meio de eventos, congressos, fóruns e mais de 50 atividades anuais, preparando pessoas e transformando empresas para a nova economia digital.

Desde 2009, o Digitalks realiza eventos em todo o Brasil, dissemina conteúdo em diversos canais de comunicação – incluindo portal de notícias, revista e TV Online –, realiza cursos de capacitação e conecta pessoas, incentivando a geração de negócios sólidos.

A Digitalks Expo 2020 Digital Experience, trouxe este ano, conteúdos ligados à tecnologia, inovação, transformação digital, gestão e pessoas, marketing digital, negócios e empreendedorismo, blockchain e muito mais!

 

AdsPlay marca a sua presença no evento mostrando o poder da mídia programática.

 

E nós, da AdsPlay não poderíamos deixar de participar deste evento tão importante para o mercado digital.

Com as participações de Eduardo Sani e Bruno Oliveira, respectivamente CEO e CMO da AdsPlay, ambos, juntamente com demais participantes, levaram conteúdos relacionados ao universo da mídia programática, através das Lives disponibilizadas gratuitamente a todos os participantes do evento.

 

Eduardo Sani e Bruno Oliveira, respectivamente CEO e CMO da AdsPlay Mídia Programática

 

Destacamos aqui, a participação de Bruno Oliveira, CMO da AdsPlay Mídia Programática em sua apresentação, onde aborda um tema atual e de grande importância ao marketing digital.

 

Qual o tema?

 

O tema é: Sleeping Giants e Brand Safety: Como usar a Mídia Programática para ter Performance e Segurança.

Sabemos que este ano o movimento Sleeping Giants, trouxe em pauta uma questão mundialmente discutida, a segurança e veracidade das informações divulgadas pela internet.

O movimento que nasceu em 2016 nos EUA, fundado por um grupo de ativistas digitais, combate discursos de ódio e Fake News na internet.

O nome “gigantes adormecidos”, em tradução livre do inglês, é alusivo ao fato de grandes empresas não saberem onde os seus anúncios são publicados.

No Brasil, tudo começou em março deste ano, onde uma polêmica envolvendo a Dell, o perfil brasileiro no Twitter, Sleeping Giants, e o Jornal da Cidade Online, acendeu um alerta para as marcas que investem em mídia programática.

Destacando assim, a importância de se ter uma boa estratégia de Brand Safety para garantir que as campanhas online não gerem danos à sua reputação.

 

Mas será que aquelas marcas sabiam que sua publicidade estava sendo divulgada em sites, digamos, “não apropriados”?

 

Muito provavelmente, não.

Vamos agora, abordar alguns tópicos citados por Bruno Oliveira em sua palestra para o Digitalks 2020, e mostrar o motivo pelo qual as empresas alertadas pelo movimento, provavelmente não tinham ideia que seus conteúdos pudessem ser associados a sites de segurança questionável.

As marcas não fecham contratos diretamente com os veículos de comunicação – blogs e sites de pequeno porte não trabalham com venda direta de mídia.

O que acontece normalmente é que a empresa faz um investimento de mídia nas redes do Google, do Yahoo ou de qualquer outra Ad Network do mercado, que, por sua vez, repassa parte desse dinheiro para os publishers, ou seja, os donos dos inventários.

Provavelmente, quem foi impactado pela peça da Dell, entrou em algum cluster de sistema capaz de criar grupos ou conjuntos de informações, e o anúncio apareceu sem que a marca tenha um acordo direto com o site em questão.

A internet é um ambiente mutante, o que dá liberdade para veículos e pessoas escreverem o que bem entenderem. Por isso, é importante que a reputação da marca esteja protegida ao ter um anúncio veiculado, aparecendo ao lado de conteúdos que não façam sentido. E uma boa estratégia de Brand Safety garante isso.

 

Ressurge a importância do Brand Safety

 

 

O que é Brand Safety?

É um grupo de medidas que visa proteger a reputação de marcas de qualquer influência negativa ou de conteúdo questionável e/ou inadequado ao anunciar online.

 

Por que essas medidas são tão importantes?

Quando falamos de fake news o desafio é maior, porque essas notícias falsas são estruturadas com doses de verdades e inverdades estrategicamente inseridas meio à notícia, o que a torna altamente propagável.

Neste cenário a mídia programática pode ser uma grande aliada e não um problema.

 

Mídia Programática. Uma aliada à segurança da sua marca.

 

 

 

A mídia programática pode ser conhecida como sinônimo de compra de mídia em escala, mas ela é muito mais do que isso, é o meio com maiores opções de segurança para as marcas.

A internet é um ambiente mutante, o que dá liberdade para veículos e pessoas escreverem o que bem entenderem. Por isso, é importante que a reputação da marca esteja protegida ao ter um anúncio veiculado, aparecendo ao lado de conteúdos que não façam sentido. E uma boa estratégia de Brand Safety garante isso.

 

Aqui na AdsPlay, criamos a metodologia “Onion Brand Safety”

 

O que seria essa metodologia “Onion Brand Safety”?

São 3 grandes camadas de segurança que colocamos em nossas campanhas, além de buscarmos entender se os parceiros que temos hoje, e que operam as nossas campanhas estão usando essas camadas, assim garantimos a segurança de uma campanha.

 

PRIMEIRA CAMADA

Categorias Sensíveis – Isolamos as categorias sensíveis.

O que são as categorias sensíveis?

São conteúdos que envolvem por exemplo: discurso de ódio, armas ilícitas, drogas, conteúdo adulto, terrorismo, tabaco, pirataria online entre outros.

Ações de Brand Safety podem impedir que as campanhas apareçam em inventários sensíveis – temas que normalmente não são positivos de serem associados à marca.

 

SEGUNDA CAMADA

Black Lists – Listas de Exclusão

Como trabalhamos com listas de exclusão?

Quando percebemos que um site ou aplicativo não estão desenvolvendo uma conduta adequada, nós bloqueamos esses canais em nossas campanhas. Aqui na AdsPlay, temos uma ‘’ black list” com mais de 15.000 sites.

Reavaliamos com frequência todos esses canais, pois o fato de não estarem seguindo critérios exigidos por nós no momento, não quer dizer que no futuro, não possam se adequar.

 

TERCEIRA CAMADA

Proteção Programática – A tecnologia da programática.

Usamos a tecnologia da programática para termos uma camada de proteção, além das citadas acima.

São ações que só com a mídia programática é possível serem feitas.

 

 

 

Veja o vídeo com a palestra de Bruno Oliveira na íntegra

 

Gostou do tema abordado desta palestra?

Se gostou, aí vai uma dica:

Acesse o vídeo com a palestra completa e saiba mais detalhes sobre as 3 camadas de proteção que a mídia programática oferece.

Você também encontrará dicas no final do vídeo para garantir a segurança e performance de sua campanha. Vale a pena conferir!

 

Sobre o Digitalks:

Você ainda pode acompanhar outros conteúdos da Digitalks 2020.

O Digitalks Global Summit Evento Online e Gratuito, acontecerá no dia 15 e 16 de dezembro. Para se inscrever ou buscar mais informações sobre o evento, basta acessar o site https://digitalks.com.br/expo/